sexta-feira, 17 de junho de 2016

Desgarrada

Observa como ela passa desatenta
sem pressa, sem lugar
vai, segue indo
É tudo lindo?
Já não vê
está sem rumo
não sente a vida
não tem destino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva o seu comentário aqui.