quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Meu tipo de homem

O homem que admiro
É o que possui a idade próxima a minha
Nem muito mais velho
Nem muito mais moço.

Não me importo com a etnia
Nem se mais magro ou gordo
Mas tem que ter pegada
E sorriso maroto.

Os de bigode
Não veem que não tem
Nem os percebo
De tanto nojo.

Não me atento das posses
Pode ser rico ou pobre
Que seja divertido
E cheiroso.

Toda a elegância é bem-vinda
Mas poderá passar despercebida
Se tiver malícia no diálogo
Que fale de tudo um pouco.

Gosto que seja criança
As vezes meio malandro
Mas que seja de confiança
Nunca vítima e nem queria aliança.

Não precisa ser perfeito
Mas que tenha trejeitos
Com toques caprichados
De dar gozo.

Pode até ser ligeiramente ciumento
Mas se for grudento
Esses
Eu não aguento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva o seu comentário aqui.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.